Dricatube

Loading...

Caixa de Pesquisa

Agenda

#Império: Segunda a Sábado, a partir das 21:20 na Globo.

Translate/Tradução

domingo, 22 de julho de 2012

Prêmio Shell de Teatro!


Criado em 1989, o Prêmio Shell de Teatro tornou-se uma das maiores referências e tradições dos palcos brasileiros. Reverenciando os talentos do teatro, é oferecido aos maiores destaques do ano, no Rio de Janeiro e em São Paulo separadamente, em nove categorias — Autor, Diretor, Ator, Atriz, Cenografia, Iluminação, Música, Figurino e Categoria Especial.
Todo ano grandes espetáculos são premiados nesta cerimônia, que terá sua 25ª edição realizada no começo de 2013. Os vitoriosos de cada categoria receberão uma escultura em metal do artista plástico Domenico Calabroni, com a forma de uma concha dourada, inspirada no logotipo da Shell, e uma premiação individual de R$ 8 mil (oito mil reais).
Na semana passada, o Prêmio divulgou a primeira lista de indicados do Rio de Janeiro e de São Paulo. Estes espetáculos concorrem ao troféu juntamente com aqueles que forem selecionados no segundo semestre.
Alguns espetáculos, indicados e premiados em outros anos, já estiveram em cartaz em Maringá, como “Os homens são de Marte, e é pra lá que eu vou”, com a atriz Mônica Martelli, que se apresentou recentemente na cidade.
Quem tiver oportunidade de assistir algum dos espetáculos indicados, em São Paulo, no Rio de Janeiro ou até mesmo, quem sabe, em Maringá, recomendo. Geralmente são muito bons e de grande qualidade. Vocês não vão se arrepender!
Segue a lista dos indicados do 1º semestre:
SÃO PAULO:
Autor
Ana Roxo por Cabeça de Papelão
Luís Alberto de Abreu por Francesca
Direção
Neyde Veneziano por Mistero Buffo
Sandra Corveloni por L’illustre Molière
Ator
Domingos Montagner por Mistero Buffo
Guilherme Sant’Anna por L’illustre Molière
João Paulo Lorenzon por Eu Vi o Sol Brilhar em Toda sua Glória
Atriz
Lucia Romano por A Travessia de Kalunga Grande
Walderez de Barros por Hécuba
Cenário
José Takla por Vermelho
Zé Henrique de Paula por Bichado
Figurino
Gabriel Villela e Shicó do Mamulengo por Macbeth
Zé Henrique de Paula por L’illustre Molière
Iluminação
Lúcia Chedieck por Eu Vi o Sol Brilhar em Toda sua Glória
Wagner Freire e Armazém da Luz por Ifigência
Música
Adilson Rodrigues por Cabeça de Papelão
Ernani Maletta por Hécuba
Fernanda Maia por L’illustre Molière
Categoria Especial
Cia. São Jorge de Variedades pelo trabalho de pesquisa e criação de Barafonda
Companhia Antropofágica pelo processo de pesquisa em Máquinas de Intervenção Urbana
O júri de São Paulo é formado por Alexandre Mate, Carlos Colabone, Marici Salomão, Noemi Marinho e Mario Bolognesi.

RIO DE JANEIRO:
Autor
Carla Faour por Obsessão
Julia Spadaccini Quebra-Ossos
Direção
Henrique Tavares por Obsessão
Moacir Chaves por Negra Felicidade
Ator
Gustavo Gasparani por As Mimosas da Praça Tiradentes
Tonico Pereira por A Volta ao Lar
Atriz
Drica Moraes por A Primeira Vista
Kelzy Ecard por Breu
Cenário
Adriano Guimarães, Fernando Guimarães e Ismael Monticelli por Nada
Doris Rollemberg por Querida Helena Sergueievna
Vandré Silveira por Farnese de Saudade
Figurino
Flavio Souza por Os Mamutes
Samuel Abrantes por O Auto da Compadecida
Iluminação
Adriana Ortiz por Adeus a Carne ou Go To Brazil
Maneco Quinderé por A Primeira Vista
Música
Domenico Lancellotti por Modéstia
Lucas Macier e Fabiano Krieger por Adeus a Carne ou Go To Brazil
Categoria Especial
Beto Carramanhos pelo visagismo dos espetáculos As Mimosas da Praça Tiradentes e O Mágico de Oz
Frederico Reder pela reforma e reabertura do teatro Tereza Rachel, atual Theatro Net Rio
Grupo Alfândega 88 pela ocupação do teatro Serrador
O júri do Rio é formado por Ana Achcar, Bia Junqueira, João Madeira, Macksen Luiz e Sérgio Fonta.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

WikiDrica

Resultados da pesquisa

Visualizações da Página