Dricatube

Loading...

Caixa de Pesquisa

Agenda

#Império: Segunda a Sábado, a partir das 21:20 na Globo.

Translate/Tradução

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Carreira

Trabalhos
TV
Queridos Amigos Vânia (2008)
Nos anos 70, Léo, Lena, Tito, Vânia, Ivan, Lúcia, Rui, Benny, Flora, Pingo, Raquel, Gustavo , Pedro e Bia formavam um grupo de amigos que se conheceram no auge da ditadura no país, nos colégios, faculdades e trabalho, e estabeleceram uma amizade profunda, a ponto de se referirem ao grupo como "a família". Separados ao longo do tempo em função das relações amorosas, da política, de mágoas e ressentimentos mal resolvidos, "a família" havia se reunido pela última vez no réveillon de 1981 para 1982.Em novembro de 1989, oito anos depois do último grande encontro dos amigos, tudo está bem diferente. Drica Moraes como Vânia.

Pé na Jaca Pietra (2006)
Depois que a infância deixou recordações inesquecíveis e a vida parecia perfeita, a sorte surpreendeu e mudou de lado. Cinco crianças que passavam férias brincando na cidadezinha de Deus me Livre cresceram, se desencontraram e acabaram por enfiar o pé na jaca com atitudes e sentimentos que os levaram ao fundo do poço. Para recomeçar, estão todos de volta ao ponto de partida, sem a inocência dos velhos tempos e longe da amizade que juraram um dia. Drica interpreta Pietra, empresária de Maria Boo (Fernanda Lima) - uma das cinco crianças de Deus me Livre.

Alma Gêmea Olívia (2005)
Um homem e uma mulher, que atraídos pela força de um amor irresistível, inexplicável, incondicional descobrem a felicidade de serem feitos um para outro. Rafael e Luna – ele um botânico bem-sucedido, o maior produtor de rosas da sua região, e ela uma pianista e bailarina, doce e delicada – casam-se, têm um filho e, por certo período, vivem todas as delícias deste amor maravilhoso. Mas essa felicidade haveria de ser breve, pois surge Cristina, prima de Luna,que é um verdadeiro poço de inveja e ambição, para atrapalhar a vida do casal. Em meio a romances, vários personagens se fundem entre comédia e drama, na pensão da Dona Divina (elenco de Drica Moraes, que interpreta a divertida Olívia),e na mansão de Rafael.

Os Aspones Moira (2004)
O seriado apresentava um grupo de funcionários públicos, mais conhecidos como aspones (Assessores de Porcaria Nenhuma), que trabalham no FMDO (Fichário Ministerial de Documentos Obrigatórios), uma repartição pública onde não se tem o que fazer. Assim, criam o FMDO (Falar Mal Dos Outros), o que faz com que eles se ridicularizem entre si e aos que ali se dirigem. Elenco constituído por Drica Moraes (Moira), Selton Mello (Tales), Andréa Beltrão(Leda), Pedro Paulo Rangel(Caio) e Marisa Orth(Anete).

Chocolate com Pimenta Márcia (2003)
A novela atravessa duas fases desta década, com uma passagem de tempo de 7 anos. A trama começa em 1922. Ana Francisca (Mariana Ximenes) perde seu pai, assassinado por grileiros no interior do sul do país, e vai morar em Ventura com um ramo da família que elanão conhece: a avó Carmen (Laura Cardoso), o tio Margarido (Osmar Prado), seus primos distantes Timóteo (Marcello Novaes) e Márcia (Drica Moraes) e a "agregada" Dália (Carla Daniel) no pobre, porém acolhedor, sítio da família.

Desejos de Mulher Gilda (2002)
Na noite de mais um prêmio em sua brilhante carreira, a estilista Andréa Vargas descobre, através de sua irmã, Júlia Moreno, que não é filha legítima de Atílio e Mercedes. Andréa e Júlia vivem às turras desde a adolescência quando Júlia foi a responsável por separar sua irmã de seu primeiro amor, Diogo Valente. O rapaz sumiu na vida, incompreendido por Andréa, e muitos anos depois está de volta, disposto a reconquistar seu amor.Agora Andréa é uma profissional famosa no mundo da moda, casada com Bruno, que administra seus negócios.Enquanto os dramas de Andréa se acumulam, Júlia vive uma reviravolta em sua pacata vida. O seu marido, Renato, é preso injustamente. Na luta para inocentá-lo, além de toda a sua família, está o repórter Chico Maia, metido com Renato nessa confusão, e com quem Júlia acaba se envolvendo.Drica Moraes como Gilda, novo amor de Chico Maia.

O Cravo e a Rosa Marcela (2000)
Catarina Batista é a mulher moderna, na sociedade paulista da época de 20, que recusa o papel feminino de se restringir a lavar ceroulas em um tanque. Julião Petruchio( Eduardo Moscovis) é um homem cuja crença é a de que a mulher deve ser a rainha do lar. Duas pessoas tão diferentes vivem um romance contraditório. E para piorar esse cenário, chega Marcela ( Drica Moraes), vinda de Paris para se apossar dos bens do ingênuo pai e para reconquistar de vez Petruchio, batendo de frente com a "fera" Catarina( Adriana Esteves).

Garotas do Programa (1999)
Programa humorístico, escrito e feito por mulheres que com um tom de humor, consegue distanciar uma possível revanche feminista, retratando uma opinião bem humorada das mulheres com relação aos homens. Elenco constituído por Drica Moraes, Zezé Polessa, Bety Gofman, Camila Pitanga, Mariana Hein,Marília Pêra.

Era uma Vez Madalena (1998)
Era Uma vez... uma doce mulher chamada Madalena(protagonizada por Drica Moraes), que para continuar no Brasil ilegalmente (depois de ter fugido para a Europa do ex-marido Danilo), aceita um trabalho de governanta numa casa no sul do Brasil, para cuidar dos espevitados netos do poderoso Xistus. Lá, Madalena conhece Álvaro, pai das crianças (Glorinha, Zé Maria, Marizé e Fafá), que tem um noivado conturbado com Bruna.A moça desperta uma paixão em Xistus, mas ela sente uma paixão por Álvaro, mas Xistus e Bruna unem-se para lutar contra esse amor. E tudo vira de cabeça para baixo, quando Danilo encontra o paradeiro da mulher.

Xica da Silva Violante Cabral (1996)
Atrevida e muito inteligente, Xica conquistou o marido rico, deixou de ser escrava e escandalizou a sociedade hipócrita de sua época, movida pela cobiça do diamante.Xica transforma-se numa verdadeira rainha, sempre esnobando a nobreza que antes a chicoteava. Apaixonada pelo marido, ela está disposta a defender sua relação com unhas e dentes, batendo de frente com Violante( vilã interpretada por Drica Moraes), que a inferniza constantemente, demonstrando seu amor doentio pelo contratador.

Quatro por Quatro Denise (1994)
Um acidente de trânsito faz o destino de quatro mulheres se cruzar. Na cadeia, as quatro travam um pacto de vingança contra os homens que as traíram e as fizeram sofrer. Auxiliadora sempre lutou para fazer com que o marido Alcebíades prosperasse mas, trocada por uma garota bem mais jovem, foi expulsa de sua própria casa. A tímida Tatiana foi abandonada no altar pelo noivo Fortunato. O furacão Babalu pegou o mecânico Raí na cama com outra mulher. Abigail, uma psicóloga dondoca que sempre lutou para manter o casamento fracassado, decide dar a volta por cima e se revolta contra o marido Gustavo. Gustavo tem a guarda de Ângela, uma menina que sonha conhecer o verdadeiro pai, Bruno. Este a entregou para Gustavo pois sua mulher morreu no parto, traumatizando-o. Drica Moraes faz a personagem Denise, que passa a maior parte da trama se desentendendo com o Dr. Danilo, vivido por Marcelo Serrado.

Lua Cheia de Amor Isabela (1990)
Abandonada pelo marido Diego (Francisco Cuoco), a camelô Genuína Miranda (Marília Pêra), conhecida por todos como Genu, criou sozinha e com muito sacrifício os filhos Rodrigo (Roberto Bataglin) e Mercedes (Isabela Garcia). Genu, no entanto, sofre com o desprezo dos filhos, que se envergonham de sua condição humilde. Anos depois Diego reaparece com uma nova identidade: Esteban García. Rodrigo se envolve com Rutinha (Sílvia Bandeira), mulher mais velha, e Mercedes se une por interesse a Augusto (Maurício Mattar), filho dos milionários Conrado (Cláudio Cavalcanti) e Laís Souto Maia (Suzana Vieira). Laís, por sua vez, vive perseguida por Kika Jordão (Arlete Salles), que faz de tudo para se tornar uma socialite. Drica Moraes viveu seu primeiro papel não-cômico, a cleptomaníaca Isabela, uma moça perturbada que queria o amor de Wagner (Mário Gomes) a qualquer custo.

Top Model Cida (1989)
Os irmãos Gaspar (Nuno Leal Maia) e Alex Kundera (Cecil Thiré) são os proprietários da rede de confecções Covery. O solteirão Gaspar é um ex-surfista que vive na praia com seus cinco filhos de quatro esposas diferentes. Alex, o cérebro da Covery, desenvolve uma relação de ódio com a mãe Morgana (Eva Todor) e nutre um ciúme doentio por Gaspar. Alex se apaixona por Duda (Malu Mader), uma top model que passa a ser a garota propaganda da confecção. Duda ama Lucas (Taumaturgo Ferreira), que está no Rio de Janeiro fugindo da polícia paulista e tentando descobrir quem é seu pai: Alex ou Gaspar. Drica interpreta a empregada Cida, que trabalha na casa de Gaspar e tem uma paixão platônica pelo cantor Fábio Jr.

Teatro
A Ordem do Mundo Helena (2008)
A Ordem do Mundo centra holofotes em uma pesquisadora, mulher contemporânea, acelerada, que quer ordenar o planeta enquanto cita o filósofo alemão Immanuel Kant. Instalada no que diz ser a central para a qual trabalha, ela desata a ler notícias, esboçando teorias e opiniões sobre quase tudo. Criação da escritora Patrícia Melo, a personagem divertida e pouco verossímil ajuda. Mas prazer maior é ver como Drica Moraes dá vida a esse tipo verborrágico. Em seu primeiro monólogo, ela surpreende com uma interpretação madura, em que dosa bem os momentos de comicidade e os de fragilidade.No melhor da forma física, a atriz se submete a uma verdadeira ginástica cênica, sem perder ritmo ou errar o tom. Mérito da direção de Aderbal Freire-Filho, que explora bem o espaço existente. A agilidade da montagem empresta boa cadência aos rumos da história. Intencionalmente, a autora não esclarece onde está aquela mulher, de onde ela veio, para onde vai, ou até que ponto a situação que vive é real ou imaginária.
Notícias Cariocas (2004)
Rio, década de 50. Às vésperas do Grande Prêmio de Automobilismo do Circuito da Gávea, uma moça é encontrada morta. Um pequeno jornal sensacionalista aponta como principal suspeito um dos pilotos da corrida, um famoso playboy filho do dono de um dos maiores jornais da cidade. Começa então uma batalha editorial, onde se desfiam todos os ardis e artimanhas da imprensa nacional da época. Elenco: Bel Garcia / César Augusto / Drica Moraes / Marcelo Valle / Felipe Rocha / Gustavo Gasparani / Marcelo Olinto / Raquel Rocha / Susana Ribeiro Direção: Enrique Diaz e Ivan Sugahara
Mamãe não pode saber Flora (2002)
A peça escrita pelo pernambucano João Falcão, em 1993, Mamãe Não Pode Saber, um dos absurdos da realidade brasileira atual, conta a história de Dona Glória (Alessandra Maestrini) que sonha em ver a bela filha, no auge dos seus 13 anos, magérrima, tornar-se top model e salvar a família da falência. É uma comédia popular sobre o absurdo, ou situações absurdas que estamos vivendo hoje. Mas também é um pouco sobre o teatro e o universo da representação. Dona Glória tem bela voz e vive equilibrando as finanças da família, o motorista Armando (Vladimir Brichta), acaba se transformando no detetive Gomes. A empregada Flora (Drica Moraes), se apaixona pelo motorista Armando, e sonha em ser atriz e se tornar uma heroína de filme americano nos anos 50; o jovem Zepa (Edmilson Barros) assessor de marketing Moreira, Paris (filho adotivo de mamãe) e a Senhorita Júlia (amiga da aspirante a modelo Priscila), o ator Lázaro Ramos completa o elenco. Segundo o autor, na peça, eles sempre fazem duplas. É uma homenagem às duplas de comediantes da chanchada". A trilha sonora do espetáculo é de João Falcão e Mário Martinelli.
Vítor ou Vitória Norma Cassidy (2001)
Formado por 31 atores e dançarinos, o musical tem seus momentos de brilho, com destaque para o trio Daniel Boaventura (King Marchan), Drica Moraes(Norma Cassidy) e Renato Rabelo (Squash Bernstein). Boaventura interpreta um gângster de Chicago, que se apaixona por Vítor tendo a certeza de se tratar de uma mulher. Drica é sua amante, protótipo da loira burra. Rabelo, com trejeitos de Dick Tracy, faz o hilariante guarda-costas do gângster, por quem Caroll Todd (Leo Jaime) – o amigo gay de Vitória – cai de amores. Nome do personagem: Norma Cassidy
O Rei da Vela Heloísa de Lesbos (2000)
O principal tema de O Rei da Vela, escrita por Oswald de Andrade em 1933, é o individualismo oportunista e a engrenagem social baseada no ideal capitalista. Depois de 33 anos da histórica montagem de José Celso Martinez Corrêa, a Cia corajosamente adaptou um texto fundamental que reflete velhas quest ões nacionais ­ nunca resolvidas.
Melodrama Doralice, Marly Cristina, Marli, Mulher 2 (1999)
Resultado de dois anos de pesquisa, a peça se dedica a apresentar um panorama do gênero melodramático como referência cultural, com situações turbulentas e diálogos pomposos. Melodrama é composto de pequenas e significativas histórias que se entrelaçam com humor: a luta pelo amor, o casamento proibido pelo fantasma do incesto etc. A fórmula tornou a peça um sucesso absoluto, conquistando os prêmios mais importantes da temporada. A Cia realizou diversas apresentações de Melodrama nos Estados Unidos, Portugal, Venezuela, Colombia, Argentina, Porto Rico, e nos mais diversos estados e festivais brasileiros. Nome dos personagens da Drica: Doralice; Marly Cristina; Marli, Mulher 2 Elenco: Bel Garcia / César Augusto / Drica O Moraes / Gustavo Gasparani / Marcelo Olinto / Marcelo Valle / Susana Ribeiro Texto: Filipe Miguez Direção Geral: Enrique Diaz
Crime de Dr. Alvarenga Eliza (1999)
Vado, pseudônimo ficcional para Oswald Rasi, médico obstinado pela cura da leucemia, é um homem que oscila entre a realidade e a fantasia. Escrito e dirigido por Mauro Rasi, o trabalho é uma superposição de dois espetáculos. A trama é submetida aos comentários e críticas de Emílio (alter-ego de Mauro) e à interpretação dos atores do núcleo familiar. Conciliando dois tempos, a década de 40 e os tempos atuais, a montagem carioca traz no papel principal Sérgio Mamberti, que já viveu o mesmo Vado em Pérola, também de Mauro. Nome do personagem: Eliza
Pixinguinha (1994)
-
Pianíssimo Clara (1993)
Pianíssimo conta a história de Clara, uma garotinha de 9 anos que tem uma professora de piano tão exigente quanto a instituição francesa. A mãe de Clara não fica atrás: ela obriga a filha ensaiar em pleno domingo de manhã para que, à tarde, seja a estrela de um recital em sua casa. Clara só desenvolve seu talento musical na ausência da professora, quando seu piano encantado conversa com ela e lhe mostra ludicamente a riqueza da música. Personagem: Clara.
Só eles o sabem (1993)
Baseado no texto Uma Peça por Outra, de Jean Tardieu, o espetáculo brinca com o chamado Teatro do Absurdo, aquele que exclui a compreensão do espectador. Mesmo sendo uma curiosa brincadeira com o estilo, a peça consegue colocar em discussão esse tipo de linguagem, que Umberto Eco chama de "obra aberta". Elenco: André Barros / Anna Cotrim / Bel Garcia / César Augusto / Drica Moraes / Enrique Diaz / Gustavo Gasparani / Marcelo Valle / Paulo Vespúcio Texto: Jean Tardieu Direção e Adaptação: Enrique Diaz
A Morta direção de arte e cenografia (1992)
No texto, escrito por Oswald de Andrade, o poeta segue Beatriz, sua amada, pelos países do Indivíduo, da Gramática e da Anestesia. Correm ao largo de velhos conflitos, como o da vanguarda contra a tradição, como personagens contrários, mas amantes. Com este trabalho a Cia dos Atores quebrou um mito, levando ao palco uma peça que os críticos consideravam de difícil encenação. Uma prova de paixão pelo teatro. Elenco: André Barros / André Cunha / Bel Garcia / César Augusto / Duda Monteiro / Enrique Diaz / Letícia Monte / Lino Caminha / Marcelo Olinto / Marcelo Valle / Paula Salles / Patrícia Barcalla / Susana Ribeiro Texto: Oswald de Andrade Direção Geral:Enrique Diaz Cenário:Beli Araujo / Drica Moraes / Paula Joory
A Bao A Qu direção de arte - figurino e cenário (1990)
Peça baseada no Livro dos Seres Imaginários, de Jorge Luiz Borges, sem um idioma próprio. Longe de ser uma peça hermética, ela brinca com a própria criação em teatro e literatura. O A Bao A Qu é um personagem que vive ao pé de uma escada em espiral que leva a um terraço com uma paisagem deslumbrante, que pode ser o nirvana. No espetáculo, fala-se da vida no primeiro degrau dessa escada, que é o habitat natural do homem, com todos os seus recalques, seu lado risível e patético, que vive um permanente processo de criação e destruição. Elenco: Alexandre Akerman / Anna Cotrim / André Barros / Bel Garcia / César Augusto / Gustavo Gasparani / Marcelo Olinto / Marcelo Valle / Susana Ribeiro Concepção e Direção: Enrique Diaz Preparação Corporal: Lucia Aratanha Cenário: Paula Joory / Drica Moraes Figurino: Marcelo Olinto / Drica Moraes
O segredo de Cocachim (1989)
-
Nossa Cidade Emily Webb (1984)
-
O Chapeuzinho Vermelho Chapeuzinho (1983)
3 atos de Maria Clara Machado - Tablado. "Aqui se pode ver que as criancinhas, Sobretudo as meninas Bonitas e graciosas Fazem mal dando ouvido a todo mundo, E nem é de admirar Que um lobo venha a comê-las. Digo um lobo, pois nem todos São da mesma natureza; Alguns há de gênio afável Discretos, sem sinal algum de raiva, E que prestimosos e amáveis, Acompanham as mocinhas Por escuras vielas, até a casa; Mas quem nos diz que tão mansinhos lobos Entre todos não são os perigosos." do conto de Perrault , "O Chapeuzinho Vermelho". Elenco: Chapeuzinho: Drica Moraes /Chapelão: Luciene Sant'anna/Caçador: Robson Salles/Vovó: Amicy Santos/Lobo: Humberto Montenegro/Tinoco: Alejandro J. Bengoechea/Coelha:Vania Velloso Borges/Tronco: Jorge Henrique/Árvores:Márcia Morena, Helena Delamare, Helen Mathews, Carolina Carvalho, Felipe Murray, Marie Loretan, Robert Guimarães.
Os XII Trabalhos de Hércules (1982)
-
Cinema
Onde Anda Você Paloma (2004)
Felício Barreto (Juca de Oliveira) é um comediante veterano que vive triste e solitário. Em busca de ser novamente feliz, ele passa a inventar uma aventura delirante, onde reencontra seu antigo parceiro e sua ex-esposa, ambos já falecidos. Em sua saga Felício é levado da fria São Paulo para um lugar paradisíaco, onde encontra uma atraente mulher. Elenco: Drica Moraes (Paloma) Juca de Oliveira (Felício Barreto) José Wilker (Mandarim) Regiane Alves (Estela da Luz) José Dumont (Jajá) Castrinho (Mirandinha) Aramis Trindade (Boca Pura) Curiosidades: Drica foi muito elogiada neste trabalho, não somente pela atuação, mas como cantora. Sua voz encantou o fundo da história do filme.
Amores Possíveis Carol (2001)
Há 15 anos, Carlos (Murilo Benício) foi ao cinema para se encontrar com Julia (Carolina Ferraz), sua colega de faculdade, por quem estava apaixonado. Entretanto, a espera é em vão, já que Julia não aparece, deixando Carlos sozinho no hall do cinema. Durante a espera, acontece algo que irá mudar a vida de Carlos para sempre. Quinze anos após este acontecimento, passamos a acompanhar três versões possíveis e distintas da vida de Carlos. Na primeira, ele é um homem que se divide entre a estabilidade de uma vida segura e um casamento morno e o desejo crescente de viver uma paixão. Na segunda, Carlos é um homossexual que colocou a paixão acima de tudo. E na terceira ele é um homem que ainda não descobriu o amor e que busca, em sucessivas e desastrosas experiências amorosas, a mulher ideal. Apenas uma destas vidas é real, sendo que outra é fictícia e a terceira é a que ele gostaria realmente de viver. Mas descobrir qual destas três possibilidades é a vida real de Carlos, é preciso voltar no tempo e conhecer o que realmente aconteceu com ele após a espera por Julia no hall de cinema. Elenco: Murilo Benício (Carlos) Carolina Ferraz (Julia) Beth Goulart (Maria) Emílio de Melo (Pedro) Irene Ravache (Mãe de Carlos) Drica Moraes (Carol) Alberto Szafran (Lucas) Luíza Mariani (Dandara) Bemvindo Siqueira (Bilheteiro) Sílvio Posato (Garçom) Marcela Moura (Secretária) Christine Fernandes (Secretária da agência de encontros) Luciana Valério Sílvia Helena
Bossa Nova Nadine (2000)
A história é sobre os diversos relacionamentos do ser humano. Nela vemos, inclusive, uma relação moderna, a virtual. A personagem Nadine (Drica Moraes) acaba apaixonando-se por um estrangeiro chamado Gary. O casal central é Pedro Paulo (Antônio Fagundes) e a estrangeira moradora no Rio de Janeiro, professora de Inglês, Mary Ann (Amy Irving). Ela, uma viúva. Ele, vivendo uma crise no seu casamento pois sua esposa apaixona-se por um chinês iogue. Elenco: Amy Irving (Mary Ann Simpson) Antônio Fagundes (Pedro Paulo) Alexandre Borges (Acácio) Débora Bloch (Tânia) Drica Moraes (Nadine) Giovanna Antonelli (Sharon) Rogério Cardoso (Vermont) Sérgio Loroza (Gordo) Flávio São Thiago (Peçanha) Alberto de Mendonza (Juan) Pedro Cardoso (Roberto) Stephen Tobolowsky (Trevor) Kazuo Matsui (Wan-Kim-Lau)
Traição (Cachorro!) (1998)
Cachorro! traz a história de vingança de um marido traído pela mulher e seu melhor amigo. Alexandre Borges é o marido descontrolado, e a mulher é Drica Moraes. A influência dos filmes de Quentin Tarantino é percebida no cenário, nos ângulos da câmera e no desenvolvimento da história. O diretor José Henrique Fonseca também atua no episódio: é o melhor amigo traidor. Elenco: Fernanda Montenegro, Fernanda Torres, Pedro Cardoso, Tonico Pereira, Daniel Dantas, Ludmila Dayer, Jorge Dória, Francisco Cuoco, Alexandre Borges, Drica Moraes, José Henrique Fonseca
O Mandarim (1995)
Musical que fala sobre a história da música popular brasileira do século 20, focando especialmente na vida e no trabalho do cantor Mário Reis. Com sua voz sussurrante, suave, ele é considerado um dos precursores do estilo visto apenas na Bossa Nova.
As Meninas Lia (1995)
Lia, Lorena e Ana Clara são as três meninas. Elas vivem num pensionato religioso em plena ditadura militar. A obra fala de política, sexo e drogas. Elenco: Drica Moraes (Lia) Adriana Esteves (Lorena) Cláudia Liz (Ana Clara)
Manoushe, A lenda de Um Cigano (1992)
Durante um ritual cigano em homenagem a um patriarca,sua viúva revive através de um fantasioso sonho,as aventuras que acompanharam o primeiro encontro de ambos,quando diferenças entre seus mundos conspiravam para separá-los.
Vaidade Curta Metragem (1990)
Quatro mulheres contam verdades e mentiras sobre vaidade, sedução e narcisismo. Mas essas verdades e mentiras não são delas, mas de um grupo de outras mulheres que foram entrevistadas pelo roteirista. A partir dessa 'pesquisa' foram criadas as quatro personagens do filme: todas as suas falas foram realmente ditas por alguém. Assim, as personagens vividas por atrizes,dizem coisas ao mesmo tempo verdadeiras e falsas: verdadeiras porque alguém efetivamente pensou e disse tais frases, e falsas porque, no filme, quem as diz é outra pessoa que provavelmente tem uma opinião pessoal diferente.
Participações Especiais
Decamerão - A Comédia do Sexo Tessa (2009)
Especial da Globo exibido no dia 02/01/2009.É uma comédia licenciosa e romântica com toques de aventura e erotismo, vagamente inspirada em Decamerão, Shakespeare e Asterix.Na história, o Velho Spiniellochio (Tonico Pereira), dono de uma grande vinícola, avisa ao filho Tofano (Matheus Nachtergaele) que ele só herdará sua fortuna se aceitar se casar com Monna (Deborah Secco). O patriarca quer garantir o futuro da enfermeira que está a seu lado em seu leito de morte e ignora a paixão do jovem por Isabel (Leandra Leal). O enterro e o casamento da família são celebrados por Maseto (Lázaro Ramos), um falso e divertido padre. Para consumar a união, Monna pede ajuda aos criados Tessa (Drica Moraes) e Calandrino (Edmilson Barros) e promete recompensá-los.Porém,Tofano também recorre ao casal para conquistar Isabel, que está comprometida com Filipinho (Daniel Oliveira), e avisa que, se tudo der certo, suas vidas irão mudar.
Brava Gente - Lira Paulistana Catiti (2001)
Conto policial inspirado no poema homônimo de Mário de Andrade, em que um psicopata usa a poesia para seduzir suas vítimas. Com Drica Moraes e Mateus Nachtergale no elenco.
A Grande Família Sheila (2002)
O que era pra ser uma simples viagem de trabalho se transforma num emaranhado de confusões e mal-entendidos.Lineu pensa que vai participar de uma convenção de fiscais sanitários e leva Nenê...O problema é que os outros palestrantes não estão nem aí para o trabalho.Na verdade a convenção é apenas uma desculpa para os homens casados viajarem com prostitutas e promoverem uma troca de casais! Nenê faz amizade com as outras "esposas" e Lineu tenta desfazer a confusão sem que ela desconfie de nada. Drica Moraes como Sheila.( participação especial)
Os Normais Vários Personagens (2001,2002,2003)
1) Os Normais: Rui e Vani conhecem um casal muito estranho – Bete (Drica Moraes) e Tato (Murilo Benício) – num restaurante. Enquanto Rui acha que eles são drogados, Tato acha que Rui e Vani querem fazer sexo grupal. Apesar dos mal-entendidos, os quatro saem juntos de carro a caminho de um baile funk. Depois de terem o carro e as roupas roubados, acabam num motel no subúrbio. No final a mãe de Vani (Lídia Mattos) é chamada para salvar o grupo. 2) Tudo normal até que... : "Tudo Normal Até Que...", é mais uma daquela série de episódios de jogos de pôquer, só que, desta vez, Drica Moraes também entrou na turma fazendo a Rô, a nova namorada de Aldo (Diogo Vilela). Quarta sim, quarta não, Rui, Aldo e Rique (Marco Ricca) se encontram no apartamento de Aldo para jogar um pôquer sem a presença das mulheres. Uma coisa assim bem clube do Bolinha. Mas elas insistem em se juntar ao trio masculino, afinal, Rô, a mais nova do grupo, não estava entendendo bem essa história de programa só pra homem... Aberta a exceção, Vani e Samla (Maria Luísa Mendonça) também comparecem à reuniãozinha. 3) Nosso já famoso episódio infame: Rui convence Vani a não entrar no quarto para que ele possa tirar uma unha encravada. Vani, depois de lembrar que utilizou o alicate para trocar o ralo da privada, abre a porta preocupada e descobre a grande mentira: Rui estava assistindo a uma fita da ex-namorada, Rejane (Drica Moraes), com ele na cama.A partir daí, a confusão está armada. Vani, em um ataque de ciúmes, resolve conhecer Rejane. O casal liga para a moça e acaba marcando um encontro à quatro.
Retrato falado Sirleide (1999)
História de Sirleide (Drica Moraes) e Joserlane (Denise Fraga). As duas amigas procuram um trabalho e acabam entrando em um curso de mecânica no Colégio Militar, onde só há homens. Depois de passarem nos testes, elas entram no curso e começam inovando na cor do macacão obrigatório para as aulas práticas.
Confissões de Adolescente Patrícia (1994)
Confissões de Adolescente foi uma série exibida na TV Cultura, também escrita como peça teatral. Neste episódio Drica faz o papel de uma jovem gerente de loja chamada Patrícia, que trabalha como vendedora junto com Bárbara, uma das protagonistas da série.
Você Decide Vários Personagens (1999 e 2000)
Episódio exibido em18/01/2000 - Com Drica Moraes, Rodrigo Faro e Luigi Baricelli. A história da jovem Laurinda (Drica), que assistindo a um show da dupla Júlio e Janinho( Rodrigo e Luigi) acaba convidada para jantar com seus ídolos. Para seu infortúnio, todas as fotos que ela tira durante o jantar com a dupla acabam sendo queimadas e ela vai até a casa de Júlio e Janinho a fim de tirar novas fotografias. No local, no entanto, Laurinda capta imagens dos dois junto com uma garota de programa, que aparece assassinada no dia seguinte. Como se não bastasse, outras prostitutas aparecem mortas em situações que sempre envolvem Júlio e Janinho. Até mesmo a fã ardorosa Laurinda começa a achar que seus ídolos têm culpa no cartório. laurinda terá de decidir: entrega as fotos comprometedoras da dulpa sertaneja às autoridades ou esquece tudo.
Comédia da vida privada - A Voz do Coração Cláudia (1997)
-
Tv Pirata (1988)
-
Teletema - O Seqüestro de Lauro Corona Darília (1986)
Darília (Drica Moraes) é uma jovem excepcional que vive sob os cuidados do irmão, Marílio (Paulo Guarnieri), que por sua vez não estuda nem tem sonhos na vida. Um dia, ela vê na televisão uma novela em que o personagem do ator Lauro Corona aparece Triste e deprimido. Imediatamente, ela se identifica com ele e, confundindo ator com personagem, passa a viver em função de sua imagem.Como a novela está para acabar, Marílio toma uma decisão drástica: seqüestrar o ator para perpetuar a fantasia da irmã. O programa foi originalmente escrito como um especial de episódio único, com duração de 50 minutos, mas acabou sendo estendido para se transformar em Teletema. A história foi reprisada entre 13 e 17 de dezembro de 1986. Nome da personagem: Darília
Premiações
Prêmio Coca Cola e Mambembe em 1989 por o Segredo de Cocachim
Premio Mambembe em 1993 por Pianíssimo
Prêmio APCA (Associação Paulista dos Críticos de Arte) em 1996 por Violante em Xica da Silva
Prêmio Qualidade Brasil em 2004 por Moira em Os Aspones

8 comentários:

  1. adorei rever a reprise da novela alma gêmea.drica,vc está fazendo mta falta.

    ResponderExcluir
  2. Querida Drica,
    Sempre acompanhei seus trabalhos com muita admiração!
    Tenho 31 anos, mãe de dois lindos filhos um de 13anos e outro de 1ano e 7meses. Gostaria muito que eles ainda te acompanhassem.
    Meu sangue é tipo A+ e se for compatível com vc, estamos aqui.
    Abraços enormes e que Papai do Céu te abençõe e ilumine.
    Helda Karolyne

    ResponderExcluir
  3. Oi amor que saudade de te ver nas telas. O que me consola é que com certeza voltará logo, logo! Amo assistir seus papéis de humor, dou risadas demais. Te amo muito florzinha, fica boa logo e pense, busque as melhores energias, ande descalço na terra, ela lhe transmitirá toda a energia necessária. Tenha fé, muita fé e tudo ficará muito melhor!

    Bjus a você e sua linda família.

    Caso arrume um tempinho me mande notícias, meu e-mail: mariajleme@hotmail.com

    ResponderExcluir
  4. OIDRICA ESPRERO QUE SE RECUPERE LOGO ADORO VC VC E UMA ECELENTE ATRIZ ME DVERTI MUITO ASSISTINDO VC EM ALMA GEMIA FIQUE COM dEUS

    ResponderExcluir
  5. Olá, Drica,
    Fiquei muito feliz em saber que você conseguiu realizar o transplante.
    Fique em paz! Estamos torcendo por você!!
    Volte logo pra telinha (cinema e TV) e pro teatro...esses lugares te dão força para seguir em frente e para nós é uma delícia!
    Estamos aguardandoooooo!!!
    Marcia - marcia__cs@hotmail.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Drica,fikei feliz de saber q seu transplante foi um sucesso, eu tbm passei por um problema dificil na mesma época q vc, tive um linfoma e passei por quimioterapia, sofri mt mas graças a Deus acabaram as seções e a lesão sumiu, agora tô fazendo as rádio mas tô mt bm, gostaria mt de conhece-la p conversamos sobre esse mal e quem sabe ajudar outras pessoas, rezo mt por vc, sou sua fã e quero ver vc logo de volta as novelas. Estamos juntas nessa e sei q Deus já nos deu essa vitória.
    Um grande abraço e bj no coração!

    ResponderExcluir
  7. Oi Drica,fikei feliz de saber q seu transplante foi um sucesso, eu tbm passei por um problema dificil na mesma época q vc, tive um linfoma e passei por quimioterapia, sofri mt mas graças a Deus acabaram as seções e a lesão sumiu, agora tô fazendo as rádio mas tô mt bm, gostaria mt de conhece-la p conversamos sobre esse mal e quem sabe ajudar outras pessoas, rezo mt por vc, sou sua fã e quero ver vc logo de volta as novelas. Estamos juntas nessa e sei q Deus já nos deu essa vitória.
    Um grande abraço e bj no coração!
    Arminda Nogueira - arminda.bastos22@hotmail.com

    ResponderExcluir
  8. Olha eu to radiante de alegria porque vc ta voltando as novelas. Drica vc eh motivo de alegria satisfaçao e muito orgulho pra nos brasileiros... eu sou teu fã desde da novela top model, eu era criança tinha 12 anos mas ja te amava e te admirava como profissional. kero aki dizer o quanto vc faz nossas familias por esse brasil a fora feliz e sorrir com sua beleza estontiante e graciosa.Deus viu que não era a hora de ele te tirar de nos e te curou. volta a fazer a gente sorrir viu. te amo muitão!!!!

    bjo no coraçao
    milenocosta@hotmail.com
    são luis -MA

    ResponderExcluir

WikiDrica

Resultados da pesquisa

Visualizações da Página